Curiosidades da voz

Vozes absolutas

São vozes de cantores excepcionais que ultrapassam três oitavas como as de:

Na Ópera:

  • Erna Sack que possuía quatro oitavas, emitindo do Fá2 – Fá6. Ela começou a carreira como Soubrette e aos poucos foi-se descobrindo sua aptidão para Soprano Ultra leggero.
  • Maria Malibran, que emitia do Fá2 ao Dó5, era tão excepcional que podia cantar papéis de contralto a coloratura soprano.
  • A de sua irmã Pauline Viardot, ainda mais excepcional, emitia desde o Dó2 – Fá5.
  • O contralto Marieta Alboni que cantou até papéis para barítono com sua tessitura desde o Fá2 – Dó5, seu timbre era de cor baritonal.
  • O baixo Ivan Rebroff que possui quatro oitavas emitindo desde o Fá-1 ao Fá4, usando falsete na região mais aguda.
  • O baixo Dan Britton que emite até o Dó-2 aos 16Hz.
  • Maria Pia Kupeczik tem uma extensão do Si bemol1 ao Ré4.
  • Raifran Henston que possui 3 oitavas emitindo um G#5 em voz de Peito, tendo 2,5 oitavas em voz de peito, e talvez, 3,5, em incluindo voz plena e falsete. Notas mais Baixas C3, E3.
  • Mariah Carey tem um alcance vocal de 5,0 oitavas G2 ao G#7 sendo que em Whistle Register alcança a Sétima oitava,sendo a americana com a maior extensão vocal da atualidade.

 

Voz masculina mais grave

A voz mais grave atualmente pertence a Tim Storms, que emite até o Dó-3, aos 8Hz. Esta nota é inaudível ao ouvido humano sendo captada apenas por alguns animais e medidores de freqüência. No repertório clássico a nota mais grave é um Ré1 na ária de Osmim, em O Rapto do Serralho, de Mozart.

Voz feminina mais aguda

 A voz mais aguda atualmente pertence à Georgia Brown, que emite até o Sol 10, também se torna inaudível ao ouvido humano e não é emitida por nenhum tipo de instrumento, sendo captada apenas por frequenciador. No repertório clássico a nota mais aguda para um soprano é um Sol5 na obra I Popoli di Tessaglia, de Mozart. 

Voz feminina mais grave

 O contralto Clara Butt emitia um Dó2, exatamente como Pauline Viardot. A poderosa Yma Sumac emitia um Si bemol 1. O Contralto Marian Anderson, em uma gravação de Schubert, Der Tod und das Mädchen, emite um Sol1.

Voz feminina de peito

Ruby Helder a única mulher que possuiu uma voz pura e timbrada como um Tenor dramático com uma extensão do Dó2 ao Dó4.

Voz masculina mais aguda

A nota vocal mais aguda cantada por um homem é um Dó sustenido oito (Dó#8) pelo australiano Adam Lopez Costa.

Voz masculina mais aguda de peito

Stefan Zuker, tenor, que emitiu um Lá4 em voz plena, em 1980 entrou para o record Guiness como a voz masculina mais aguda. No repertório clássico a nota mais aguda para um tenor é um Fá4, na ópera Il Puritani, de Bellini.

Maior extensão vocal

Atualmente pertence a Georgia Brown que possui oito oitavas de extensão, emitindo desde o Sol2 – Sol10.

A maior extensão masculina pertence a Tim Storms com seis oitavas de extensão.

Por possuir o whistle register, Adam Lopez possui um registro vocal de aproximadamente 7 oitavas.

Fonte: wikipedia

Comentários

comments

Sobre o Autor

Bruno Francesco

Formado em Publicidade, MBA em Marketing Digital e Músico. Mantém as duas carreiras: publicitário e cantor.

Visit Website

5 Comments

  1. Regianejolie Alves da silva 14 de abril de 2011

    Tenho uma voz mezzosoprano, com facilidade para os tons mais graves,queria umas dicas de relaxamento por que nos ensaios eu fico muito tensa,e não consigo fazer direito as notas agudas.obrigada!

  2. alcides henrique 10 de maio de 2010

    Eu adoro meu usar meu Whistle Register é incrivel ,muito bom alcanço um notas bem agudas sou soprano

  3. Author

    Faço minha as palavras do wikipédia “Contratenor é um cantor masculino adulto que canta numa tessitura correspondente à do alto ou até mesmo à do soprano, adoptando normalmente a técnica do falsete. Apesar de as propriedades vocais variarem entre contratenores, é comum a todos eles o timbre perceptivelmente distinto da voz feminina, para um ouvido atento.”

  4. Stanley Oliveira Mendes 28 de abril de 2010

    olá é o seguinte a minha extensão vocal na ultima vez q eu fiz é (em um teclado de 5 oitavas e logicamente com falsete) lá1 – ré5, a minha dúvida é: com isso eu posso dizer que eu sou um contra tenor?

Trackbacks for this post

  1. […] Curiosidades: Curiosidades sobre a voz […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*