Criatividade – De onde vem?

Procura-se incansavelmente uma explicação definitiva para criatividade em todas as áreas das ciências. Vários caminhos foram traçados por alguns teóricos como: aspectos cognitivos, arquitetura do pensamento, a abordagem empírica entre outras coisas. Pelo consenso, consiste basicamente em utilizar os elementos disponíveis de forma diferente do trivial.

O cérebro é dividido em dois hemisférios responsáveis pelo potencial racional e criativo do ser humano. Enquanto o esquerdo nos possibilita perceber o racional, o direito estimula nossa criatividade, a intuição, etc.
Alguns teóricos tentaram definí-la:

Ernst Kris: recriação da realidade
Schiller: meio para melhorar a sociedade
John Dewey: fruto da experiência do indivíduo
Sigmund Freud: resultado da tensão provocada pela percepção do desequilíbrio ou necessidades
John P. Guilford: coleção de diferentes habilidades ou traços componentes
Abraham Maslow: gênese do eu profundo ou primário, comum e universal em crianças e em muitos adultos bloqueada
Carl Jung: resultado do tipo psicológico do indivíduo
Norbert Sillamy: disposição que existe potencialmente em todos os indivíduos e em todas as idades

Embora diversos cientistas, pensadores, profissionais e pessoas em geral tenham identificado nos próprios atos criativos, de forma individual e sem qualquer pesquisa ou referência anterior, o mesmo ”roteiro”, em nenhum momento é explicado o porquê de acontecer dessa forma.

Como então ser criativo? Ou você é ou não é?

Mario Persona fala sobre criatividade e carreira e dá dicas.

 Roteiro da Criatividade:

1 – A coleta de informação.
2 – O Brainstorm – indagações e explorações são levantadas.
3 – Inspiração – No inconsciente, desimpedido pela razão, o cérebro faz as inesperadas conexões que constituem a essência da criação.
4  – Verificação – Se realmente o que você “criou” no inconsciente é viável.
Ou seja:

Abasteça sua mente com informações diariamente, o próprio cotidiano irá lhe “dizer” o que será útil. Não se autocensure, avalie bem antes de “cortar” uma idéia. A inspiração virá de uma hora pra outra, portanto provoque ela. Por fim verá se tudo valeu à pena ou não.

Comentários

comments

Sobre o Autor

Bruno Francesco

Formado em Publicidade, MBA em Marketing Digital e Músico. Mantém as duas carreiras: publicitário e cantor.

Visit Website

14 Comments

  1. Interessante a postagem hein. Parabéns!

  2. Nossa, interessante. Você me “citou” bem a questão. XD
    Obrigada por comentar no Hoppípolla.

    =)

  3. Eu me acho uma pessoa nada criativa. Eu até tento, de vez em quando, com o brainstorm conseguir alguns resultados, mas nem sempre isso acontece…rs

    Parabéns pelo blog.

    Blog
    http://maynabuco.blogspot.com/

    Siga-me no twitter
    http://www.twitter.com/maynabuco

  4. realmente… abastecer-se de informação nunca é demais…
    parabéns pelo blog

  5. luh linda

  6. Ohh, muito interessante isso.
    Criatividade é tudo!

  7. Querido amigo avassalador… Não sei de onde vem, mas posso dar minha opinião.
    Criatividade surge de uma pressão por algo que substitua o existente inoperante e caro por uma coisa barata eficiente e eficaz… algo que cumpra seu papel sem maiores problemas…
    As vezes a resposta criativa surge acidentalmente quando procuramos uma resposta para outra pergunta qualquer e de repente … EUREKA… surge uma solução criativa para outra questão.

  8. Amei!

  9. Criatividade é uma das coisas que mais amo no mundo. E de todas as formas: gosto da criatividade trivial à que rende oscars e prêmios. Me acho criativo, tenho um blog autoral, de humor, o que não é fácil fazer em qualidade. Belo post, até mais amigo.

    abç
    Pobre Esponja

  10. Muito Legal e construtivo seu blog cara…

  11. muito boa a postagem…ainda mais pra mim que faço publicidade =)
    hey…depois dá uma passada lá
    http://odiferentao.blogspot.com/

  12. Muito legal o seu blog!
    Trata justamente do 2º assunto que eu mais amo: música.
    Adorei!
    Um abraço e sucesso!

  13. Parabéns pelo post é muito bom.
    A criatividade é uma sintese de tudo isso, a teoria de Maslow está correta no sentido de que a criatividade está mais presente na criança e bloqueada nos adultos.

  14. po super bacana a informação que vocÊ passou sobre o cerébro e talz,pena que não pude ver o video(sem caixa de som no momento),mas de qulquer maneira gostei bastante!!!1

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*